quinta-feira, 18 de junho de 2009

FOTA E FIA RACHAM: O IMPENSÁVEL ESTÁ PRESTES A ACONTECER


A corda estica, estica e um dia.....arrebenta. Depois de uma reunião na fábrica da equipe Renault de Formula 1 na cidade inglesa de Enstone nessa quinta feira, os oito times da Fota, decidiram organizar um campeonato paralelo já para 2010. As equipes dissidentes são: Ferrari, Renault, Toyota, Mclaren, BMW Sauber, Brawn GP, RBR e STR. As únicas equipes ainda alinhadas com a FIA são a Williams (fornece os carros para a nova categoria F2) e a Force India.

As equipes não podem continuar a arriscar os valores fundamentais do esporte e se negaram a alterar suas inscrições condicionais para a temporada de 2010. Os times não têm alternativa a não ser se preparar para um novo campeonato, que reflita os valores de seus participantes e parceiros. Esta categoria terá um governo transparente, um regulamento, além de encorajar novas inscrições e ouvir os anseios dos fãs, oferecendo ingressos mais baratos. Os melhores pilotos, estrelas, marcas, patrocinadores e promotores historicamente associadas com o mais alto nível do automobilismo estarão na nova categoria – disse um porta-voz da Fota.

Já houve situações de conflito antes, mas não a este ponto. Vem á mente a famosa greve dos pilotos durante o GP da Africa do Sul de 1982, em que no final tudo se resolveu e a prova, acabou não contando para o campeonato mundial.

Ainda não sabemos todas as implicações, mas parece que os ousados jogadores Bernie e Max subestimaram a capacidade de união e articulação das equipes que se sentiam prejudicadas por tantas medidas unilaterais. O GP da Inglaterra em Silverstone vai ferver fora da pista, uma vez que dentro dela, ninguèm espera nada mais que outro passeio de Jenson Button.

Um comentário:

Speeder_76 disse...

Era inevitável, Cezar. Nunca acreditei muito que as equipas cedessem a Max Mosley. Ainda por cima, nas últimas semanas, a própria FIA tentou por todos os meios quebrar a unidade da FOTA, conseguindo as deserçoes de Williams e Force India.


Agora, provavelmente, veremos que "o rei vai nu". E se calhar, era isto que precisava a Formula 1, para ver se por fim, se livra de Max e Bernie. Claro, as montadoras não são santinhas, mas quando tens um campeonato onde metade dos lucros das televisões vão para uma pessoa... até se compreende a revolta da FOTA. Enfim, veremos como vai ser este fim de semana competitivo.


Agora, a cobra fuma!