domingo, 7 de junho de 2009

ANÁLISE DO GP TURCO: ALTOS E BAIXOS E CORRIDA CHATA




Quando a maré ajuda e o anjo de guarda está de plantão permanente, sai de baixo! Além de estar pilotando bem, não cometer erros desnecessários e viver uma maré encantada, Jenson Button assistiu a seus dois principais adversários na luta pela vitória serem vitimados por erros auto-cometidos, facilitando sua tarefa e tornando a corrida chata na frente. Desde a largada, quando Rubens Barrichello ficou quase parado no grid devido a um problema em seu câmbio e perdeu dez posições, Button forçou para cima do jovem e impetuoso e (ainda) não tão infalível Vettel, forçando-o a cometer um erro numa curva de alta, aproveitando-se disso e tomando a ponta de maneira autoritária.
Com Vettel decidindo mudar sua estratégia para três paradas, e na segunda, não conseguir ultrapassar Button na pista, apesar de ser mais de um segundo mais rápido por volta, o inglês da Brawn GP construiu uma liderança segura e pode administrar o ritmo da prova, os giros do motor e singrar tranquilo rumo à sua sexta vitória de um ano em que jamais esquecerá, ano em que começou virtualmente desempregado e que dificilmente terminará sem o título mundial em sua estante!
Mark Webber fez prova correta, mas sua cara de bunda no pódio demonstrou que esperava mais, pois justamente no melhor momento de sua carreira, percebe que é o que os outros já sabiam: coadjuvante. Vettel poderia ter sido o segundo, mas obedeceu ordens da equipe e preservou o terceiro posto nas voltas finais, demonstrando bom senso e sabendo que o tempo está a seu favor. Jarno Trulli fez uma excelente corrida com a Toyota, recuperando-se parcialmente após o desastre de Mônaco, seguido por outro que fez boa corrida e que tem uma linda namorada (pelo menos fomos levados a acreditar nisso, ao ver a loirinha sendo constantemente filmada no final de semana), Nico Rosberg.
Felipe Massa fez prova correta, regular, sem brilho, mas pelo menos levou alguns pontinhos para a casa de Maranello (pela terceira vez consecutiva), ao contrário de seu companheiro que foi apenas o nono colocado. O sétimo posto foi conquistado por Robert Kubica, que ao marcar seus primeiros dois pontos do ano, espera ter encerrado o seu longo inferno astral, seguido pelo discreto Timo Glock e sua Toyota.
Alonso tentou, mas a Renault realmente é uma droga este ano, e seu companheiro Nelsinho Piquet, que teve uma boa disputa lá atrás com Lewis Hamilton, chegou em 16º lugar, tornando difícil uma avaliação precisa e complicando sua vida na Formula 1. As Mclaren estiveram irreconhecíveis, fazendo apenas figuração e mesmo com estratégias diversas, Hamilton e Kovalainen apenas completaram a prova lá atrás. Isso nos leva à corrida de Rubinho Barrichello, que foi, francamente, uma daquelas que ele vai querer rapidamente esquecer. Além da péssima largada, ele aparentemente ficou sem a sétima marcha, não conseguindo ultrapassar carros muito mais lentos, perdendo a paciência em determinados momentos e erráticamente alternando boas voltas com outras desesperadas, longe de alguém com aspirações cada vez mais remotas de ser coroado campeão mundial da temporada. Houve política, com reuniões entre equipes e pilotos, Mad Max não se emenda e parece acreditar que sua arrogância vai prevalecer, mas se as oito equipes (exceto Williams e Force India) realmente se lançarem juntos a uma espécie de Formula 1 genérica, aposto que vão prevalecer no final, porque francamente, quem vai querer assistir corridas entre Epsilon e seus pilotos mexicanos contra Campos, Litespeed e seus Vitaly Pretovs da vida?

Pos Driver Team Time
1. Button Brawn GP-Mercedes (B) 1h26:24.848
2. Webber Red Bull-Renault (B) + 6.714
3. Vettel Red Bull-Renault (B) + 7.461
4. Trulli Toyota (B) + 27.843
5. Rosberg Williams-Toyota (B) + 31.539
6. Massa Ferrari (B) + 39.996
7. Kubica BMW Sauber (B) + 46.247
8. Glock Toyota (B) + 46.959
9. Raikkonen Ferrari (B) + 50.246
10. Alonso Renault (B) + 1:02.420
11. Heidfeld BMW Sauber (B) + 1:04.327
12. Nakajima Williams-Toyota (B) + 1:06.376
13. Hamilton McLaren-Mercedes (B) + 1:20.454
14. Kovalainen McLaren-Mercedes (B) + 1 lap
15. Buemi Toro Rosso-Ferrari (B) + 1 lap
16. Piquet Renault (B) + 1 lap
17. Sutil Force India-Mercedes (B) + 1 lap
18. Bourdais Toro Rosso-Ferrari (B) + 1 lap

Fastest lap: Button, 1:27.579

5 comentários:

Paula disse...

Amigo Cezar,

resta agradecer este resumo do que foi o GP Turquia, pois aqui em Portugal já não transmitem a F1 em canal aberto, só em privado. Desde que deixou de haver o GP Portugal que isto acontece...é uma pena para quem adora esta modalidade como eu.

Bem vou vendo as corridas por outros meios mas mesmo assim só um ou dois dias depois.

Abraço, Paula Peixoto

Renato Bellote disse...

Acho que esses ingleses vão faturar de novo o campeonato.

abs

Estefania disse...

cade o genio do Alonso,parece que de bicicleta ninguem disputa f1.Será que estamos presenciando o nascimento de mais um genio da f1??depois de 150 corridas??
e o neguinho??nem vimos a cara dele.pelo jeito a globo vai ter que comprar os direitos de transmissao das corridas de cachorros do Uzbequistao com certeza é muito mais interessante.alexander marcondes de toledo

Cezar Fittipaldi disse...

Paula, obrigado pelas gentis palavras, mas existem sites e blogs que relatam as provas com muito mais precisão que eu, é que a corrida foi chata mesmo. Renato, também acho, e eles são piores que os brasileiros ao torcer. Mister Alexander, radical como poucos, rs.....mas as coisas não são tão simples quanto parecem.
abraços

flavio Padilha disse...

mestre joca, saudações fluminenses(tres rios-rj).
a corrida da turquia foi a pior que assisti neste ano, pois vimos uma ferrari saindo de frente, sem velocidade nas retas e quando o felipe massa passou na bandeirada, levou seu carro áté o muro, tipo, qual é pessoal, o que está havendo?
Hamiltom, se arrasta e o alonso( o preferido entre dez a cada 10 jornalistas) também andando pior do que Adrian sutil.
é incrivel o que aconteceu este ano e creio mas creio mesmo, que a fase brawn acabou...podem acreditar nas minhas profecias que são sempre (quase) certeiras)
abraços a todos que frequemtam seu espaço e vou lá no posto do aniversário do meu ídolo Vic elford, hoje morando nos EUA e com uma escola de pilotos...
atenciosamente!
flaio lopes padilha