segunda-feira, 22 de junho de 2009

ANÁLISE RESUMIDA DO FINAL DE SEMANA: ALEGRIA DE POBRE E ALGUMAS ESPERANÇAS





A alegria de pobre a que meu refiro é em relação a uma manchete que vi no UOL hoje de manhã: "Barrichello e Nelsinho derrubam tabu de 2009 e vencem disputa interna". Atá aí tudo bem, mas bem que eu gostaria que o Rubinho vencesse a disputa entre ele e Button na ocasião de uma das seis vitórias da equipe, e não justamente, na pior apresentação da mesma no ano até agora. Agora quanto ao Nelsinho, faça-me o favor: num autódromo que ele conhece como a palma da mão, com a estratégia de uma parada apenas, com um Alonso atrapalhado e talvez desmotivado, e o resultado final ser um décimo-segundo, comemorar o que cara-pálida? (nem sei tem tem hífen mais)
Quanto aos outros brasileiros até que não dá para lamentar muito. Na IRL os "grandes" Helinho e Tony tiveram sorte distinta. Helinho até pontuou, mas sem brilhar e Tony bateu. Os outros tiveram destino parecido e um choque entre os brazucas Mário Moraes e Rafael Matos já sugeria que o final de semana não seria daqueles. Na Indy Lights, a Bia Figueiredo conseguiu ótima vitória, principalmente por ter ficado fora de algumas etapas por problemas de patrocínio. A menina acelera direitinho e tendo André Ribeiro como empresário, seu futuro parece garantido. Na GP2 após a boa vitória do Alberto Valério no sábado, no domingo as coisas não correram tão bem, com a batida de Lucas di Grassi, o sétimo lugar de Valério (fora dos pontos, portanto) e o Grosjean marcando alguns pontinhos. Mas tem muito campeonato pela frente. Augusto Farfus que largou na pole position no WTCC em Brno na República Checa, mas teve problemas e a vitória ficou para o carismático Alessandro Zanardi.
De qualquer maneira a salientar do final de semana a ótima prova de Felipe Massa que levou uma Ferrari ao quarto posto no final, o declínio abrupto da McLaren ( a despeito da competitividade demonstrada na pista, Hamilton cometeu erros de principiante, continua sendo um fora-de-série, mas vem manchando um pouco a sua incrível média de pontos por GP).


2 comentários:

Bruno Santos disse...

Até algum tempo eu não conhecia o Farfus, apenas a algumas semanas depois que venceu uma etapa no WTCC. Ele merece um pouco mais de destaque mesmo.

Bia Figueiredo já mostrou que sabe andar, Danica que se prepare...rsrs.

Felipe Massa fez uma prova incrível mesmo. Uma boa largada e um ritmo de corrida bastante consistente.

Agora Hamilton e Alonso podem dar as mãos lá no final do grid. Que ano horrível para os dois até agora.
Abraço.

Cezar Fittipaldi disse...

O Farfus foi pré fabricado para a Formula 1, mas não deu certo. Me lembro de uma propagando da Credicard, quando ele tinha 10 anos de idade! Ele teve um contrato de dez anos de duração com os caras, chegou até longe, mas....faltou foco na minha opinião. Mas é ótimo piloto sim.