domingo, 31 de janeiro de 2010

DOMINGUEIRAS, APRESENTAÇÕES SEM POMPA, BARBOSA VENCE EM DAYTONA





Meio de preguiça, meio de resguardo, analisando à distância a vida, os fatos e confabulando com meus botões. Estes estão acostumados com meus monólogos, que eu pretendo diálogos, mas como nunca me contestam, e quem cala consente, os considero interlocutores ideais.
Ao contrário dos anos anteriores, as apresentações dos novos carros e pilotos para a temporada de 2010 é de uma simplicidade espartana. Sinal dos tempos, ou bom senso? Mesmo as grandes não fizeram extravagâncias dignas de nota, e hoje pudemos conhecer os novos carros da BMW Sauber e da Renault. Também foi confirmada a segunda vaga da equipe francesa para o russo Vitaly Petrov, o que é algo absolutamente inédito, pois é o primeiro país da ex-cortina de ferro a chegar à categoria máxima. Impulsionado por um bom lote de rublos, o simpático e um tanto quanto atrapalhado Petrov, vice campeão da GP2 na temporada de 2009, junta-se ao campeão, Nico Hulkenberg na Formula 1. Do desastrado Romain Grosjean, ninguém mais fala, assim como Nelsinho Piquet, e mesmo o ocupante anterior do "assento maldito", Kovalainen, contratado pela nova equipe Lotus malaia, pouco se fala. Zica das bravas! De qualquer maneira, apesar da Renault contar com o talentoso Robert Kubica em seu primeiro carro, pouco se espera do que sobrou dos escombros pós escândalo. Agora, um polaco e um russo na mesma equipe, isso seria impensável há alguns anos, pelas condições políticas, econômicas e esportivas de ambos os países.
Na BMW Sauber (que paradoxalmente vai ter propulsor Ferrari), a improvável ( e coloca improvável nisso) dupla de um veterano quase sem cartel, e um japinha fogo-de-palha, excita e apavora ao mesmo tempo. A simpática equipe suiça pode ter acertado na mosca com o Kobayashi, mas eu não colocaria a responsabilidade de primeiro piloto na equipe num jovem com apenas dois (bons) Grandes Prêmios. Quanto a de la Rosa, é um bom piloto, que vai precisar de algumas corridas para ganhar ritmo novamente, mas jamais será um protagonista, especialmente numa equipe mediana.
Esta semana teremos os primeiros testes coletivos dos carros "safra" 2010. Pelo jeito todos estão adotando o estilo barbatana, acho que deve haver espiões excelentes à serviço das equipes, ou eles tiram cópia dos projetos na mesma copiadora.... Não creio que o grande choque que foi a performance da Brawn no ano passado se repita este ano, pois as grandes estão mais bem preparadas, mas certamente, no plano de pilotos, um campeonato excitante se descortina: a volta de Schummy, simplesmente o maior pulverizador de recordes da história, um Alonso hiper motivado e finalmente na Ferrari - sem desculpas, portanto. Um Massa querendo tirar o atraso, e os dois últimos campeões mundiais dividindo a Mclaren. Quietinho, um outro alemãozinho, simplesmente o vice campeão mundial não parece estar impressionado em estar fora dos holofotes, e certamente vai vir com apetite redobrado, além de mais experiente e seguro. No plano dos novatos, Hulkenberg parece ser um cara a ser observado, além de Kobayashi, claro. Bruno Senna, se conseguir alinhar, será uma atração a mais para os brasileiros, assim como Lucas di Grassi, cuja equipe, a novata Virgin, parece estar trabalhando direitinho em seu primeiro projeto.
Ah, e last but not least (último, mas não menos importante), parabéns ao piloto português João Barbosa, que ao lado de seus companheiros Borcheller, Rockenfeller e Dalziel, a borde de um Riley Porsche, conquistou a vitória na mítica prova "24 horas de Daytona" nos EUA.

Um comentário:

Speeder_76 disse...

É verdade, Cezar: foi um grande dia para o automobilismo português, esta vitória do João Barbosa em Daytona.

E mais importante esse feito, pois foi ele que levou o carro para a meta, sinal da perfeita confiança que a equipa depositava nele.

Quanto ao resto... tão importante aquilo que se mostrou, foi aquilo que não se mostrou. Se reparares, estes carros estão mais despidos do que o normal em dias anteriores. Sinais da crise, caro Cezar...

Para finalizar: aproveito para anunciar que publiquei esta semana numa editora online o meu primeiro livro. É simplesmente uma selecção de posts do meu blog. Mas é um começo.

Eis o link: http://www.bubok.pt/libros/815/Continental-Circus--o-livro-do-blog

Como nas apresentações de hoje, uma capa virginal. Um sinal de começo...