sábado, 16 de janeiro de 2010

O BOM E VELHO ROBERTO "DOM QUIXOTE" MORENO





A edição on line da revista inglesa "Autosport" traz uma entrevista do piloto brasileiro (nunca diga ex piloto para o baixinho) Roberto Moreno, concedida em Londres por ocasião do "Autosport International", prestigioso evento anual promovido pela revista. A revista, imodestamente começa a matéria perguntando a Moreno se ele lê a publicação desde sempre, o que ele confirma. Ele diz que gosta muito de corridas e mesmo estando fora da Europa há doze anos, a revista o mantêm informado sobre o mundo do automobilismo europeu. O entrevistador lhe diz que ele não se parece nem um dia mais velho de quando venceu o título europeu de Formula 3000 em 1988, e Moreno afirma não se sentir mais velho, e que ainda é rápido e "afiado". Afirma ter uma vida feliz, e uma carreira satisfatória e que é um dos poucos pilotos que saiu do Brasil sem dinheiro e alcançou a Formula 1. Conta sobre seus dias em Brasília e como foi seu grande amigo Nelson Piquet que lhe deu conselhos e um "empurrãozinho" para que começasse a correr de carros diretamente na Inglaterra, após ter competido em karts no Brasil. (Isso seria seguido logo após por Ayrton Senna e outros, mas Moreno foi pioneiro também nisso).
Conta como com um orçamento de apenas treze mil libras esterlinas conseguiu fazer 22 provas em seu primeiro ano de Formula Ford na Inglaterra (1979) e que após assinar para correr pela equipe Van Diemen, já não mais precisou pagar para correr. Discorre sobre a continuação de sua carreira, fala das dificuldades e de como conseguiu a vaga do acidentado ( teve um braço decepado em um acidente de helicópteros) Alessandro Nannini na Benetton, ao lado do amigo Nelson Piquet - que culminaria com uma histórica e emocional dobradinha da dupla no Grande Prêmio do Japão em 1990.
Valeu baixinho!

3 comentários:

Tohmé disse...

POrra, quem não gosta do Moreno?
Esse tem muita história pra contar.

F1Brasil disse...

Muito bem feito o blog, legal.

Entra no meu por favor e comenta, peço parceria:

http://www.formulabrasil.blogspot.com/

brasil disse...

Confesso que, por conta da idade, não pude conhecer muito do Moreno antes.
Daí li uma entrevista dele à Grande Prêmio e fiquei realmente impressionado com a carreira do cara.