terça-feira, 1 de setembro de 2009

"AS UVAS ESTÃO VERDES" VARIAÇÃO PIQUETIANA


Aquela famosa fábula de Esopo, se não estou equivocado, que diz que a raposa, ao ver que não alcançava as uvas na parreira, por estarem muito no alto, debochou dizendo que "elas estavam verdes, mesmo", se aplica em parte ao imbrógio da imensa "m...." jogada no ventilador na última transmissão do GP da Belgica de Formula 1 por Reginaldo Leme. Vamos por partes: Leme disse durante uma das pouquíssimas oportunidades que teve de falar durante a transmissão (e sendo constamente interrompido pelo boquirroto Galvão "mamãe adoro o som da minha própria voz" Bueno), que havia indícios de que a FIA estaria abrindo uma investigação para apurar as circunstâncias da batida de Nelsinho Piquet no GP de Cingapura no ano passado, batida esta que acabou por beneficiar diretamente seu companheiro de equipe Fernando Alonso.
Algumas considerações: se Leme disse que a FIA iria abrir as negociações, como o prestigioso Times de Inglaterra, edição de hoje, traz uma entrevista com Bernie Ecclestone, e na reportagem eles citam a fonte da notícia como sendo o próprio Leme durante a transmissão? O ovo ou a galinha! Das duas uma: se a FIA já estivesse investigando, o Times não daria a Globo como fonte. Parece mais um caso de Nelsinho, que "fala" muito pelo seu twitter, ter comentado algo, que repercutiu inclusive, entre seus amigos mais próximos, como Antonio Pizzonia e Lucas di Grassi, ambos afirmando através do mesmo twitter que "bombas" iriam explodir.
Lá no interior, quando um cara é trocado pela namorada por outro cara, o melhor a fazer é ficar quietinho. Porque se ele começa a desdenhar da moça, falar mal, ele fica com fama de mau perdedor. Parece que isso está a acontecer com o glorioso Piquet Jr., que teve nada menos que 29 oportunidades dentro da pista para falar alto e de bom som a que veio. Seu comentário, zombando a batida de seu substituto Grosjean no início da corrida, foi no mínimo, deselegante.
Em relação ao suposto acidente para beneficiar Alonso tenho as seguintes opiniões:
-Acho Briatore capaz de tal armação, mas duvido que tenha sido tão burro a ponto de levar isso a cabo;
-Acho que Alonso não precisa de tais artifícios para vencer. Ele já provou que é um campeão legítimo e isso macularia sua carreira de forma irremediável - desde que estivesse a par da suposta armação.
-Acho o Nelsinho muito burro, primeiro se topou fazer um papel ridículo deste, e segundo, preterido na equipe, tal como marido traído, a dizer a todos com quem a mulher o estava traindo e onde.
-Acho que a Formula 1 precisa de uns bons baldes de água benta, porque o clima extra-pista está muito xoxo. Gente como Ecclestone, Mosley, Briatore, nunca foram monumentos de caráter, e estariam em ótima companhia se fossem, por exemplo, membros do Senado Brasileiro. Mas para nós torcedores, é triste ver tudo isso acontecendo.
Na reportagem do jornal inglês, Ecclestone afirma que perguntou a Flavio Briatore sobre o assunto, e este está muito p.... da vida, e ambos acreditam que quem espalhou os boatos foi Nelsinho, que nas palavras de Bernie, "está acabado para a Formula '". Resta ver.

6 comentários:

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Bom comentário Cezar , parabens estou com vc em tudo .

Ron Groo disse...

Não costumo duvidar das briatoragens, sabemos o quanto o Flavio é sem vergonha.

Mas que esta história parece coisa de menino rejeitado, ah parece...

E se for? Como fica o Reginaldo Leme?

FRITZ JORDAN disse...

Antes de acreditar nessa historia e comentar como fato, prefiro esperar confirmacao. Enquanto isso, comento como boato:

Piloto gosta, adora carros. Se for um F1 entao, e a coisa mais preciosa do mundo. Ele jamais o destruiria propositalmente, seja sob ordens ou de forma espontanea.

Um piloto destruir um Formula 1 por dinheiro equivale a um homem, por grana, mandar a filha, a irma ou a mae p/ zona.

E o famoso "tudo por dinheiro", nao creio que o Piquet fizesse isso e imagino que sua paixao por carros tenha sido assimilada pelo filho.

Se essa historia for verdade, o nome de um tricampeao vai pra lama.

Cezar Fittipaldi disse...

Grato ao Rui e ao Ron pelo comentário, e é uma honra ter o Fritz Jordan (de quem tanto ouvi falar) entre meus leitores. Concordo com a sua opinião, Fritz: fatos. E acho realmente difícil que um piloto, qualquer piloto, jogue um carro de corridas numa parede. Nelsinho tem berço de ouro e gasolina nas veias. Não acho que chegaria a tanto.

FRITZ JORDAN disse...

Sou habitue aqui, Cezar, mas fico so lendo - quietinho.

Mas vou palpitar mais, seu blog e nota 10!

Abraco.

Moacir disse...

rsrsrsrs.... muito bom.... mas eu ja conhecia esta historia... a outra coisa... tem gente acompanhando seu blog na alemanha....abraços....Muka.