quinta-feira, 23 de abril de 2009

MISCELÂNIAS: VIDA, FORMULA 1, FRACASSOS, E UM POUCO MAIS DE SUCESSOS, DESCULPAS,ETC

 




 Estava aqui matutando 
com os meus botões (imaginários, já que estou de camiseta), e fico analisando o andamento da aldeia global. São tantas coisas diferentes, da vida, das corridas, de nossos afazeres, que o cérebro vira uma geléia só. Aliás, estes dias, durante uma palestra eu falei justamente sobre isso, sobre a enorme quantidade de informações a que somos submetidos nos dias de hoje. Fiz uma comparação com os homens da antiguidade, que ao longo de um dia de labuta no campo tinham talvez, acesso a uma ou duas informações diferentes, sobre a chegada iminente de algum circo na aldeia, a morte de um amigo, batizado de uma criança. Hoje em dia, mesmo antes de sairmos da cama, assistindo TV já sabemos que o Presidente do Paraguay já tem mais 7 filhos por aí, isso porque o dito cujo era bispo da igreja católica, e como bom seguidor dos preceitos da
 Igreja, não concorda com o uso de camisinha....o que me remete a outra histórinha (não resisto, perdoem-me ) sobre preservativos: era pleno 1976 e a Surtees já não andava bem das pernas (acho que jamais andou, Sir John é um homem da renascença, volto a esse assunto em momento oportuno), e eis que conseguem um patrocínio da multinacional de produtos de borracha Durex. Acontece que a BBC iria transmitir a corrida dos Campeões ao vivo e vetou os adesivos da Durex na Surtees de Alan Jones (Durex na Inglaterra é sinônimo de camisinha) para "não ofender a família britânica".
Bom, o tal de Lugo está roubando as manchetes, apesar da tentativa de greve de fome do nosso vizinho Evo Morales (até nisso eles são fajutos, esses pobres países latino-americanos)- poxa, se for para fazer uma greve de fome, vai até o fim, companheiro! O nosso Tribunal Superior de Justiça também nos brindou com um lamentável espetáculo de baixarias e falta de compostura, com a discussão entre o Ministro Gilmar Mendes (com aquela cara de fuinha) e o Ministro Joaquim Barbosa, esse sim, em minha humilde opinião com melhor postura para o cargo que ocupa. Nós, simples mortais pagantes de (muitos) impostos, sempre imaginamos que os distintos senhores estejam lá analisando com perspicácia e grande sabedoria as questões maiores da nação, mas, não, estão na verdade a questionar suas vaidades pessoais e seu vocabulário, isso sim, é um capítulo
 á parte. Enfim, foi divertido, porque já estou naquela fase de "é melhor rir do que chorar".
Li no Tazio hoje a entrevista-pedido de desculpas do Nelsinho Piquet e o que me ocorre é que o rapaz está totalmente perdido, e não apenas nas pistas. Lamentável entre outras a afirmação que fez, dizendo que lamenta não ter feito mais um ano de GP2 enquanto era piloto de testes da Renault em 2007, pois agora tem que enfrentar pilotos com mais de dez anos de Formula 1. Caramba, eu nem tinha notado que o Vettel já está na Formula 1 há tanto tempo, nem tampouco o  Hamilton, o Glock, o Kubica, o Buemi, poxa....como o tempo passa! Não vou ficar aqui chutando cachorro morto - até porque o Nelsinho não é cachorro e está longe de estar morto, eu defendo o Rubinho das críticas de gente que nada entende de corridas, mas confesso, está difícil achar um ângulo positivo na carreira atual de Piquet Jr. Os blogs amigos estão se esbaldando em diálogos imaginários, pelo menos nos divertimos, coitado. Outro que também não anda bem das pernas é o Keirrison, atacando do meu Palmeiras que começou o ano como um verdeiro furacão, e agora parece uma suave brisa de final de tarde. Parece que ele vai assinar contrato novo hoje, espero que pare de esconder as perninhas finas e jogue bola finalmente.
Achei legal também um post no popularíssimo blog do Gomes sobre o Vettel gostar de chamar seus carros de corrida com nomes de mulheres, e que chama o seu de Kate, ao que Gomes, nem sempre um rapaz perspicaz, imaginou ser a Kate Moss. Eu, Kate por Kate, fico com a lindíssima oscarizada Kate Winslet mesmo, e uma hora também vou fazer um post sobre as musas dos pilotos de Formula 1. No blogsport o Felipe lembra o episódio triste da morte do François Cevert em Watkins Glenn em 73. Eu me lembro daquele dia como se fosse ontem e até da maneira como recebi a
 notícia,  e que tive que entrar rapidinho para dentro de minha casa para disfarçar as lágrimas que começaram a brotar dos meus olhos de menino sonhador de 13 anos de idade.
Com tantas informações vou parar por aqui, não sem antes verificar o contador de visitas - não, não o contador de visitas do meu blog, e sim do oficial de justiça que vai levar as 
notificações de processos de novos filhos para o presidente-bispo Lugo. Parece que agora já são 24 rebentos....



Um comentário:

Bruno Santos disse...

Também sou mais a Kate Winslet. Piquet deveria se concentrar mais na carreira, nas corridas. Vai ficar bem feio se o Nelsão tiver um Barrichello em casa ( para quem ele nunca economizou críticas).

Aquela briga dos ministros só mostra o país que vivemos. Mais alguém sentiu vergonha? Baita papelão.

Falou em dinheiro, poder, os humanos inferiores perdem qualquer tipo de educação. Vai ser assim pra sempre. Enquanto isso vou levando minha vida, tentando entender esse mundo.

Abraços.