sexta-feira, 23 de abril de 2010

TRINTA ANOS HOJE





















Há exatos 30 anos um rapazinho magrelo, caipira, de óculos enormes e esperanças idem, embarcava do Aeroporto Internacional de Viracopos rumo a Gatwick, na Grã-Bretanha. Já contei há um ano, o começo da minha saga na tentativa de ser piloto na Inglaterra. Saga esta aliás, inconclusa e que pretendo terminar em breve, para alívio ou desespero de meus poucos leitores. Só para registrar. Trinta anos. Caramba, me lembro de que quando era pequeno, achava qualquer grandeza de tempo acima de um ano uma eternidade! Trinta anos! Quanta coisa aconteceu nesse período, como nosso mundo mudou, nossas relações, as proporções de tempo e espaço. Há trinta anos ir para a Europa era uma epopéia, hoje é algo quase banal. As comunicações telefônicas eram precárias e muito caras, hoje com a internet é em tempo real e de novo, banais. Havia a idéia de que o exterior era muito superior ao nosso pobre e terceiromundista Brasil, a grama do vizinho etc... o que estamos revertendo hoje.
Trinta anos atrás eu era mais inocente e mais puro.Menos feliz talvez, devido às muitas inseguranças da pós-adolescência. Um brinde aos trinta anos que passaram e outro aos próximos trinta anos de minha e de nossas vidas!

3 comentários:

Mauricio Morais disse...

Parabéns, 30 anos são 30 anos afinal.
Muita gente nasce, cresce e morre nesse período, pode ser o tempo de uma vida inteira.

Daniel Médici disse...

Que bela lembrança! Não sei dimensionar 30 anos, já que não tenho três décadas completas... para mim, recém-chegado à pós-adolescência, é uma eternidade.

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Um brinde a vc!!!!

Abs

Rui