segunda-feira, 26 de abril de 2010

DOMINGUEIRAS DE UM PROCRASTINADOR INCORRIGÍVEL (NA SEGUNDA A NOITE)




Tenho refletido acerca de algumas polêmicas que suscitam discussões entre os afficionados do automobilismo em geral e da Formula 1 em particular. Estamos tendo um baita campeonato até agora, com pelo menos três ótimas provas (três quartos, ou setenta e cinco por cento - é só para exibir meu lado de raciocínio lógico, mas ele não passa muito daí...), e o pessoal fica procurando pelo em ovo. Explico melhor: Massa e Alonso. Até agora ambos vêm fazendo exatamente o que são pagos para fazer, ou seja, correr e muito bem. Uma ultrapassagem um tanto quanto brusca na entrada dos pits por parte de Alonso ( mas o Massa também estava dirigindo como uma mocinha a prova inteira) e pronto, o mundo caiu. O desempenho apenas regular de Schumacher e os profetas do apocalipse já anunciam que o alemão vai parar, que ele não era tudo isso afinal, que o Nico Rosberg é a oitava maravilha do mundo. Balela. Vamos dar tempo ao tempo. As coisas vão se encaixar. Enquanto isso, apesar de tudo o que escrevi sobre a Formula 1, a cada dia vou mais me afastando desse mundo em termos de interesse. Sei que a Formula 1 é o topo da escada, da montanha, da pirâmide e tudo o mais, mas com as quantias absurdas que os pilotos têm que levar apenas para ficar brincando de simulador e dizer que são os terceiros (ou quartos) pilotos, de uma m.....como a Virgin ou Hispania, sinto muito, passa dos meus limites.
Adorava a Formula 1 dos anos setenta em particular aqueles March 761 privados, de pilotos como Arturo Merzario, Brian Henton, Patrick Neve e tantos outros. O cara comprava um chassis, dois Cosworth, arrumava uma van e um grupo de amigos e vamos correr!!!!
Talvez seja a idade, talvez eu não veja mais tanta graça em tanto PR (Public Relations) assim. Por outro lado, estou cada dia mais apaixonado por carros esporte, protótipos, carros de endurance, Le Mans. Cada carro lindo, e é possível correr em dupla. O campeonato brasileiro de Endurance, por exemplo, começou no domingo retrasado lá em Tarumã, com um grid pequeno e pouquíssima divulgação da mídia, mas os bravos pilotos lá estavam, competindo, mostrando invejável espírito esportivo. Desde já coloco o meu humilde espaço à disposição de pilotos, equipes e organizadores para divulgar calendários, fotos, patrocinadores. E depois, venho falar também de uma formula de corridas que tenho observado na Inglaterra, os Ginetta. Mas isso, merece um capítulo a parte.
E para arrematar, um elogio a mais três blogs: o de Gennaro Motors, do meu amigo Fernando, cada dia melhor, o Athena Grand Prix, da linda Ingrid Lamas, e por fim, um honra ao mérito pelo que faz ao automobilismo gaúcho ao blog do Sanco. Fantástico trabalho de memória e valorização da história de uma parte tão importante de nosso automobilismo. Dá gosto de acompanhar.

3 comentários:

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Hoje quem acelerera para certos pilotos são os assessores de imprensa. A.J. Foyt é que dizia "meu assessor de imprensa é meu pé direito".
Agora uma perguntinha que me incomoda a trinta anos, como o baixinho e rápido Arturo enxergava lá na frente? Não aparece nem a viseira de seu capacete!

Abs

Rui

Daniel Médici disse...

Nesses últimos meses eu tentei colocar no meu blog o maior número de dados e notícias 'quentes', atuais, pra fugir um pouco de uma overdose de posts históricos.

Mas acompanhar esse mundinho que fabrica factóides para ter o que falar enquanto os carros não estão na pista é mesmo muito chato. Picuinha entre Massa e Alonso, falsas rivalidades... isso cansa demais!

Ultimamente, tenho me pegado vendo notícias de sport-protótipos também... Descolando umas matérias sobre as 24 Horas de Le Mans dos anos 60, enfim, tentando voltar á reflexão profunda e com conteúdo, ao invés de ficar preso á superficialidade da ditadura do atual. Não tenho me arrependido.

Ingryd Lamas disse...

Mas quanta honra ser citada neste espaço!!!!
Obrigada pelos elogios, sempre!
Concordo, em tudo dito neste post, "Até agora ambos vêm fazendo exatamente o que são pagos para fazer, ou seja, correr e muito bem." Concordo, principalmente com o teor deste trecho, e o que mais ele possa significar. a Fórmula 1, por mais empolgante que tenha estado dentro das pistas, está se tornando um esporte chato, em todos os sentidos. São pagos pra correr, competir, e não podem o fazer. Se não ultrapassam, reclamam. Se ultrapassam, reclamam. Se defendem posições, correm feito loucos, arriscam a cada curva, são irresponsaveis... Sinceramente, já não sei o que esperam mais, se pedem uma coisa, e repudiam a mesma. Hamilton tem dado um show, Alonso outro, Massa não foi incrível, Schumacher está em outro tempo, Rosberg tem feito o que sempre fez, com um carro um "pouco" melhor. Só, simples assim.
Todo o resto é "papo de comadre", mania de fofoca, e criar problema aonde não tem.
E já to farta, MESMO disso.
Por isso fico postando foto dos carrinhos, nas campanhas de moda, e uma analise meio xoxa das provas, alheia a esse monte de bobagem, pq é o único jeito de continuar com paciencia pra categoria.


Quanto a divertidas categorias, BTCC tá sempre no topo da minha lista! Recomendo! =P


Beijoooos