sexta-feira, 28 de agosto de 2009

RAPIDINHAS DO TREINO DE SEXTA FEIRA NA BÉLGICA


A conclusão que sempre tiro dos treinos livres das sextas feiras é que não se pode tirar conclusão alguma. Apenas vagos indícios do que está por vir no decorrer do final de semana de corrida. Hoje o campeão mundial Lewis Hamilton foi o mais rápido com a renascida Mclaren, e por mais que tentasse, seu companheiro Kovalento não conseguiu nem chegar perto. Normal. As Toyotas, mais instáveis que uma mulher de TPM, alternam apresentações vexaminosas com incursões ao topo da tabela. Desta vez Glock esteve lá em cima. O novato Grosjean conseguiu um ótimo quinto lugar, bem no finalzinho do treino, mas o que me impressionou mesmo foi ver o ritmo do jovem Alguersuary, constantemente nos primeiros lugares, acabando num ótimo nono posto - e um motor provavelmente quebrado. Fisichella também fez bonito com a Force India, as Brawns, apesar de rodarem muito, ficaram em 15º e 16º lugares (o que faz pensar que estavam mais preocupados com acertos para corrida). Mark Webber foi rápido, ponteando boa parte da sessão, ja Vettel - com problemas de motor, já que tem apenas dois para terminar a temporada - foi mais conservador. Resumo da ópera: nada ainda definido. Ah, sim, Badoer foi o último colocado novamente, mas parece um pouco mais aclimatizado ao carro. Normal.

2 comentários:

Speeder_76 disse...

Cezar:

Acho que numa pista tão imprevisível como Spa-Francochamps, as prestações de pessoal como os Toyotas são normais. Mais "normal" será a segunda sessão, com o Hamilton na frente.

Mas para mim, o que conta é a qualificação. Isto serve mais para se aclimatizar os pilotos ao circuito. Mais nada.

E em relação à GP2: tou contente. O Alvaro Parente é pole-position!

Cezar Fittipaldi disse...

Paulo....

Boa sorte ao Parente, que é um piloto que está a merecer uma consideraçãozinha do pessoal de cima, afinal, além de tudo ele já foi campeão britânico de F3. Parabéns a ele.