sexta-feira, 7 de agosto de 2009

PEQUENAS E SOLTAS


Achei super legal a informação que li no site "Grande Premio" hoje, sobre uma suposta declaração de Peter Windson, responsável pelo Tem USF1, que teria dito que "Danica Patrick" é muito grande para a equipe deles, uma novata na mais nobre categoria do automobilismo mundial, e quiçá, até para a Formula !. Conheço Windsor faz tempo, e talvez seu senso de humor tipicamente britânico tenha escapado dos jornalistas brasileiros. Quem é Danica mesmo? Um rostinho bonitinho (médio), um corpinho mais ou menos - não me acusem de sexismo, please, e uma pilotinho meia boca, que ganhou apenas uma corrida em anos de tentativas contra adversários do quilate de Hidech qualquer coisa, e outros que nem passariam por uma peneira da GP2. Com todo respeito aos Darios Franchitis e Helios Catro Neves e Tony Kanaans da vida, eles só estão lá porque as portas do automobilismo europeu e mais especificamente da Formula 1 não se abriram para eles - não discuto os méritos individuais, essas mesmas portas se abriram para os Buemis e Friesachers da da vida.
De qualquer maneira, é melhor mesmo Danica não se expor, porque poderia passar por um vexame histórico. Correr em círculos é uma coisa, acertar um carro de F1, andar no bolo, disputar freadas e ser competitivo é outra. Que o digam Bourdais e Piquet!

3 comentários:

Ron Groo disse...

Na verdade teve ter pesado o fato de que ela é uma piloto muito, mas muito meia boca em circuitos mistos.

E como a F1 não tem oval...

Pé de Chumbo disse...

Mesmo assim, eu comia...

Bruno Santos disse...

hahahaha...
Pé de Chumbo mandou bem nessa.

Ótima análise também, Cezar.
A mulher já tem uma rixa com o Bernie e seria mais uma jogada de marketing a trazer para a F1. Se bem que é isso que eles querem atualmente...