sábado, 3 de dezembro de 2011

PEGANDO CARONA COM O "SPEEDER" : OS MELHORES NOVATOS DA FORMULA 1

O Paulo Speeder, dono do excelente blog continental circus, teve uma idéia de fazer um post com os cinco melhores novatos (rookies) na história dos campeonatos de Formula 1. Confesso que estava preparando um tema parecido. Resolvi então, sem muitas pesquisas, baseados na minha não-mais-tão-fantástica memória, falar de meus novatos. Claro, que estrear bem é uma coisa. Dar prosseguimento à carreira no mesmo nível é outra coisa totalmtente diversa.
Baghetti e a Ferrari na França em 1961: estréia com vitória.
Por este critério, o melhor seria o nosso amigo Giancarlo Baghetti. Ele estreou pela Ferrari no GP da França de 1961 com simplesmente, uma vitória! Até aqui vamos de memória, agora deixa eu dar um pulinho lá no www.statsf1.com, para confirmar os dados: Pois bem, ele se classificou em décimo segundo e chegou em primeiro! Logo em sua estréia. Depois disso, sua carreira não foi tão brilhante assim, mas nada que o desgraçasse: detalhe, liderou apenas sete voltas em sua vida toda!
Jacques Villenveuve  estreou com pole e quase vitória
Outro que me vem rápido a cabeça e também ausente da lista do Paulo é o Jacques  Villeneuve, que estreou pela Williams no Grande Prêmio da Austrália de 1996 com uma pole position, liderou boa parte da prova e apenas um vazamento de óleo fez com que diminuísse seu ritmo, dando a vitória a seu companheiro de equipe e eventual campeão daquele ano Damon Hill. Mesmo assim, chegou em segundo. No ano seguinte sagrou-se campeão mundial pela mesma equipe e depois dissso, tobogã para baixo. Agora torce pelo meu Palmeiras, o que faz dele pelo menos, um sujeito legal.
Emerson e a linda Lotus em Watkins Glenn., 1970: primeira vitória brasileira.
Outro que me vem a mente é o Emerson Fittipaldi. Estreou na Formula 1 em julho de 1970 no Grande Prêmio da Inglaterra em Brands Hatch, com um terceiro carro da equipe oficial Lotus, um velho 49C, apenas cerca de 18 meses de ter saído da Formula Ford! Chegou em oitavo na sua estréia, em quarto na corrida seguinte na Alemanha, já com um 72, bateu nos treinos do GP da Itália, onde seu companheiro de equipe e eventual campeão póstumo daquela temporada Jochen Rindt também bateu e veio a morrer, e no GP dos Eua, apenas sua quarta corrida, aos 23 anos de idade, venceu!
Nesta mesmo prova, Watkins Glen 1970, o Reine Wisell, estreando pela Lotus ao lado de Emerson, terminou em terceiro lugar. Nada mal. O sueco nunca mais teve sorte na categoria máxima, mas era um tremendo piloto.
Mário Andretti e Carlos Reutemann foram dois pilotos que estrearam em provas do mundial marcando as pole positions. Volto a este tema mais tarde. Tem vários pilotos que começaram bem e depois decepcionaram, e tem alguns, que começaram muito, muito devagar e depois se tornaram grandes, inclusive um tricampeão mundial. Aguardem!

Um comentário:

Speeder_76 disse...

Gostei de saber que o meu post tem seguimento. E ainda bem que lembraste destes três exemplos: Baghetti, Villeneuve e o Emerson.

Aliás, como tu puxaste pela memória, também posso colaborar nesse aspecto. Ayrton Senna e Jean Alesi são outros ótimos exemplos de "rookies" que deram nas vistas logo nas suas primeiras corridas, para além o Mário Andretti, claro. E mais atrás no tempo, Dan Gurney, Jim Clark e John Surtees foram "rookies" que subiram ao pódio nas suas primeiras temporadas.

Em suma, é bom saber que uma coisa minha fez puxar pela memória de muita gente. Da parte que me toca, agradeço.