quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

CONTROVÉRSIAS: DOR DE COTOVELO OU CANALHAS DE MONTE? ESCOLHA

O carro suspeito: abastecimento mais rápido, sistemas eletrônicos banidos, etc.

Há muitos anos rumores davam conta que o carro da Benetton usado por Michael Schumacher para ganhar seu primeiro título em 1994 estava fora do regulamento. Consta que Ayrton Senna, incomodado com a facilidade com que o alemão sumia na frente nas provas, sugeriu à equipe Williams que protestasse o carro da rival. Na época, tio Frank e Patrick Head optaram por "deixar quieto". Quis o destino que com o desaparecimento de Senna, a tarefa do alemão tenha sido imensamente facilitada. Mesmo assim, se não fosse sua extrema canalhice na última prova, em bater propositadamente em um inocente Damon Hill, este teria ficado com o título.
Eu sou da opinião que não existem santos e nem tampouco inocentes na Formula 1. Isso não quer dizer que eu concorde com sacanagens. Muita gente diz que Nelson Piquet, por exemplo, correu fora do regulamento. Não concordo. Ele e seu brilhante engenheiro na Brabham, o sul-africano Gordon Murray, sabiam interpretar o regulamento e esticar as regras ao máximo para obter benefícios. Mais ou menos o que fez a Brawn na temporada recente de 2009, dando o título a Jenson Button. Eles souberam interpretar a regra dos difusores melhor que os outros, e o resto é história.
No caso da Benetton de 1984 há dois pontos a considerar: o autor das acusações tardias é ninguém menos que Jos Verstappen, holandês outrora promissor que se perdeu ao longo da carreira, e que foi inapelavelmente derrotado pelo queixudo alemão. Outro aspecto é que o chefe da equipe era o nosso querido Flavio Briatore, lixo da pior espécie, o tipo de ser humano que as prisões teriam receio em abrigar, dado ao seu alto grau de falta de ética ou caráter. De qualquer maneira, são águas passadas, mas lança uma sombra chata sobre um "esporte" que eu gosto muito.
Como disse o filósofo: há muito mais entre o Céu e a Terra, do que supõe nossa vã filosofia
O lixo: deveria se mudar para Brasilia, onde estaria em seu Habitat natural.

4 comentários:

Rui Amaral Jr disse...

"lixo da pior espécie, o tipo de ser humano que as prisões teriam receio em abrigar, dado ao seu alto grau de falta de ética ou caráter."
Vc anda demais!
Concordo em tudo, será que um dia vou escrever assim?

Abraçon

Marcos Masiero disse...

Lembram daquela propaganda da Zetec onde o Shumacão segurava um componente e o texto simplesmente dizia: The Magic Black Box? Pois é, eles tinham algo a mais no carro sim... E também atrás do volante. Perdoem a sinceridade, mas ninguém chuta cavalo morto. O Schumacher só tem um defeito: não nasceu aqui.

Abraços.

Cezar Fittipaldi disse...

Rui, seu blog é ótimo e vc escreve super bem. Eu escrevo para o gasto, mas obrigado pelo elogio.
Marcos, concordo com você, por isso tive o cuidado de não tomar partido, exceto talvez, ao externar minha opinião sobre o Briatore. O Schumacher era e é um puta piloto, mas um caráter duvidoso. Assim como Alonso, Senna, Piquet....etc.....rs

Ron Groo disse...

Por conta deste carro e desta temporada, o cara ganhou o apelido de Safatore, precisa mais?