quinta-feira, 29 de julho de 2010

A SAGA DOS IRMÃOS CARA-DE-PAU, OU O ARREPENDIDO E O DESENTENDIDO



Quinta-feira na Hungria, entrevistas coletivas e o assunto entre os jornalistas e os dois pilotos da equipe Ferrari não poderia ser outro: o debacle da prova na Alemanha. Depois das reações da mídia e do público brasileiros, Felipe Massa pareceu um tanto assustado com a repercussão de seu gesto de "bundão" e tentou se explicar, justificar e ainda afirmou que não é "segundo piloto". Ora, oras pois. Já o asturiano aniversariante, entrevistado pela imprensa espanhola baba-ovo por ele, disse categoricamente que não quer falar nas polêmicas e sim concentrar-se em sua briga pelo campeonato, não aceitando de forma alguma as acusações de favorecimento e falta de esportividade. Não admira, de quem participou (e saiu impune) do episódio que acabou com a carreira de Nelsinho Piquet na Formula 1, e que na Mclaren "botou a boca no trombone" contra seus então patrões na espionagem que acabou afastando Ron Dennis da direção da equipe. No final, chego a conclusão que vivemos num mundo de cara de paus. E olha que vivo num país em que o presidente da República nunca sabe de nada das patifarias praticadas por seus acólitos e subalternos. Haja cara-de-pau (com hífen?) nesse mundo!

Um comentário:

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Boa comparação em todos os sentidos.

Um abraço

Rui