sexta-feira, 17 de setembro de 2010

SORTIDAS

Curtas, só para movimentar o "boteco" aqui, entre surtos de (falta) de inspiração em escrever o terceiro capítulo de meu primeiro romance policial.

- Grosjean como piloto de testes da Pirelli: deve ser brincadeira, o cara é ruim demais e tem a sensibilidade de um elefante dentro de uma loja de cristais. Credo! Além disso sua experiência como piloto de Formula 1 é limitadíssima e ultra discreta. Nick Heidfeld, de quem sou admirador declarado havia sido uma boa escolha, mas Romain é de doer!











- A volta-não-volta do Kimi para a  Formula 1, na equipe Renault: o cara é bom, desprovido de carisma ( mas quem precisa disso nessa época tão insossa — Schummy é um dos ídolos mais sem graça da história da Formula 1 — e sabe acelerar. Falta-lhe a garra, o mau-caratismo de um Alonso, o empenho, a mordida. Mas um campeão mundial (que não seja o bundão do Villeneuve) é sempre bem vindo de volta.









- A Lotus usando o motor Renault: devagarinho, devagarinho, a equipe de Tony Fernandes vem mostrando que seu projeto é mesmo sério e consistente. Esperamos definições de planos mais eficazes por parte da Virgin e da Hispania.

2 comentários:

Ron Groo disse...

Torço muito para que Tony Fernandes honre o nome Lotus, e parece que é mesmo sério. Já largou as bombas de jardim para pegar um motor de respeito.

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Já conversamos sb Kimi, não acho que ele seja tudo isso.Parece que Tony está levando tudo a sério, gosto do Trulli agora o Kovalainen?

Abs

Rui