domingo, 26 de setembro de 2010

ALONSO DE PONTA A PONTA: DESTA VEZ SEM MUTRETAS!


A corrida de hoje foi boa. Não foi ótima, mas foi bem interessante. Algumas conclusões:
- Alonso - está pilotando muito e com uma força mental incrível. Há algumas rodadas, ao dizer que se considerava na corrida pelo título da temporada, todos o acharam fanfarrão e otimista demais.Acertou o carro para seu estilo de pilotagem, está confiante, tem a equipe na mão e com isso anula sua concorrência doméstica, uma vez que Massa parece totalmente apático.
- Vettel - Fez boa corrida, mas precisava de um "algo" mais, aquele toque de gênio que nos acostumamos ver nos grandes de outrora, e mais recentemente em Alonso e em ocasiões, Hamilton. Manteve-se na luta pelo título, mas num circuito onde os carros da RBR eram favoritos, o segundo lugar traz um certo gosto de derrota consigo.
- Webber - Visivelmente corre pelo título, e o vem fazendo bem. Largou mal ( excesso de cautela?), como tem sido sua praxe últimamente, mas pilotou bem nas circunstâncias. Ao contrário de seu companheiro Vettel, não precisava fazer mais do que fez hoje, pois a liderança do campeonato já era sua. No episódio com Hamilton acho que foi correto, o inglês é que foi otimista demais. Teve sorte e não ter o carro danificado. Sorte de campeão, talvez.
- Button - Outro que fez boa corrida, um tanto quanto burocrática talvez, mas raramente erra. Está na disputa do título, mesmo que à uma certa distância. O carro da Mclaren teve altos e baixos durante a temporada, e é mérito de seus dois pilotos que se encontrem em posição de disputar o título.
- Rosberg - Corrida burocrática e sem brilho, mais uma vez batendo seu badalado companheiro de equipe de forma convincente. Eu jamais fui fã do alemãozinho com cara de menina, e continuo a achar que nunca será um dos grandes. Apesar de que minhas previsões nem sempre se confirmem, pois jamais julguei que Button pudesse ser campeão, assim como não vejo em Webber tais predicados (ser campeão).
- Barrichello - Boa corrida, apesar da má largada. Trouxe uma qualidade de acertador para a equipe Williams e o carro vem evoluindo lentamente ao longo da temporada. Bater seu mais jovem e impetuoso companheiro de equipe de forma sistemática é a maior prova que o veterano brasileiro ainda continua a ser um ótimo competidor. Seus dias de sonhar com um título já estão no passado, mas isso em nada tira-lhe o mérito de estar onde está.
- Kubica - Uma das estrelas da corrida, quando após sempre estar entre os primeiros, teve um pneu furado e parou nos boxes. Combativo e seguro, efetuou diversas ultrapassagens na parte final da prova, mostrando que é possível sim, ultrapassar com segurança e categoria nesta pista.
- Nico Hulk - Vem mostrando boa evolução nas últimas provas, um pouco em função da evolução do equipamento, outro por ter adqurido rodagem. Promete para o futuro e fez boa corrida hoje.
-Massa - Xôxo. Largou de trás por culpa da quebra do câmbio do carro na classificação de sábado, tinha uma tática ousada de parar na primeira volta e trocar pneus e ir assim até o fim, mas após isso, pouco fez. Como demonstrado por Kubica, era sim possível efetuar ultrapassagens nessa pista e é imperdoável que Massa, com um carro igual ao que dominou os treinos e a corrida nas mãos de Alonso tenha se conformado em sentar-se a noite toda atrás de Hulk, Sutil e outros, sem esboçar combatitividade alguma. Péssimo momento e mau augúrio para sua carreira futura na Ferrari, onde abundam os rumores de sua eventual substituição.
Dos demais, algum destque para Adrian Sutil que lutou contra um carro difícil de conduzir e ainda teve seu tempo de prova acrescido em vinte segundos, perdendo a nona colocação obtida na pista para Felipe Massa, ficando apenas com o solitário pontinho do décimo posto.Lewis Hamilton fazia grande prova quando chocou-se com Mark Webber, praticamente alijando-se da disputa do título, a exemplo do que havia feito na Itália ao chocar-se com Massa. Mesmo assim, acho-o um craque e sua ousadia é um ingrediente a mais de interesse no asséptico ambiente da Formula 1 moderna. Shumacher fez prova média, oscilando entre ir bem e  caindo de produção e chocando-se com o Japa-san no final. Este ia bem, dominando amplamente seu mais experiente novo companheiro de equipe Nick Heidfeld, mas teve azar ao encontrar um Schumacher disposto a não vender barato sua posição. Lucas di Grassi fez corrida ultra-discreta, ao contrário de seu companheiro Glock que lutou pela décima posição no início da prova, caindo de produção depois. Bruno Senna foi dominado por seu novo companheiro Klien e mostrou desânimo e fraco desempenho ao longo do final de semana. Ambos os pilotos brasileiros não parecem destinados a continuar pilotando na Formula  no ano que vem, e pode-se dizer que a categoria não vai perder muito com suas respectivas ausências.

3 comentários:

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Bom ver seus comentários Cezar!
Vejo o Webber com uma consistência muito grande, tem um companheiro de equipe super rápido e não se abala com isso, acumulando vitórias e pontos preciosos como o de hoje, apesar da arrancada de Alonso é para mim o favorito ao titulo.

Um abraço

Rui

Ron Groo disse...

Bem ao estilo dele... Chatoooo!

Ingryd Lamas disse...

Barrica tá numa fase "indecente" mesmo. Saudável pra categoria, e pra animar nossos domingos, pelo menos.
Bom também como a corrida do Kubica, e ainda o abandono do Hamilton, que tem crédito na casa pelas corridas feitas esse ano.

Bjos