terça-feira, 21 de setembro de 2010

SORTIDAS: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES


Várias pequenas coisas me chamam a atenção no automobilismo:
- O anúncio da assinatura do piloto Jerome D'Ambrosio pela Virgin. Primeiro, muito me espanta que alguém em sã consciência vá levar dinheiro para aquela bomba. Segundo, o que foi feito do Luiz Razia? Ele não ia pilotar o segundo carro da equipe nos treinos de sexta feira no GP do Brasil? E por último, os augoreiros de plantão estão tirando Lucas (que GB insiste em chamar de "Luca") di Grassi da equipe na próxima temporada. Considerações minhas: Lucas di Grassi não mostrou a que veio, portanto se sair da equipe e da própria categoria não será uma ausência sentida. Nem para a equipe e muito menos para a torcida brasileira.Mesmo com o envolvimento do normalmente vencedor mega empresário Richard Branson, a equipe Virgin me lembra uma daquelas "ratoeiras" dos ingleses, tipo a March do Max Mosley dos anos setenta que tanto prejudicou vários pilotos promissores, entre eles o nosso Alex Dias Ribeiro.


-O assunto das desclassificações da corrida da Stock Cars em Campo Grande. Confesso que não assisti a corrida (pretendia assistir, mas minha mulher me comprou o jornal  de domingo e resolvi que teria mais prazer e proveito em uma deliciosa leitura dominical, apesar dos podres da política, do que ver a procissão estoquiana em terras pantaneiras), e portanto não sou o mais qualificado para opinar. Só me pareceu um paradoxo não terem desclassificado o Ricardo Mauricio na corrida do milhão em Interlagos, uma vez que ele também ficou sem combustível na volta de desaceleração e portanto infrigiu o regulamento que exige que os tanques de combustível contenham pelo menos três litros de etanol após o término da prova.A já abalada imagem da categoria não precisa de polêmicas de dois pesos e duas medidas.
- E continuando na Stock, o suposto favorecimento de Cacá Bueno a seu irmão Popó, para que este passe ao play off final, foi uma coisa estranha. Resta saber se o pai dos dois, Galvão Bueno vai esbravejar contra a manobra da mesma maneira como fez quando a Ferrari ordenou a Felipe Massa que desse passagem a seu companheiro de equipe no GP da Alemanha. Dois pesos e duas medidas de novo....

Um comentário:

Rui Amaral Lemos Jr disse...

Concordo em tudo com vc.

Abs

Rui