terça-feira, 24 de maio de 2011

GP DA ESPANHA : AVALIAÇÔES POSTERIORES, OU CASTALONHAS VENCIDAS


A prova foi boa sim. Sem dúvida, num circuito que por tradição não oferece muitas chances de ultrapassagens, até que tivemos algumas disputas legais. Venceu o melhor conjunto do ano, talvez o início de outra era no esporte. Em segundo, o piloto que mais ousa, Hamilton, magistral em sua audácia e condução no limite. Em terceiro, "Mr. Estratégia", Button, o botãozinho que floresceu de uns anos para cá. Em quarto, o bundão da temporada, Canguru papudo e cada vez mais triste, Webber, que deve olhar para aquele lindo bólido da Red Bull e pensar, como naquele bordão de personagem de tv brazuca: "isto não me pertence"! Tipo um cara que entrou de penetra numa festa chique, arrumou alguns amigos, mas aos poucos vai percebendo que o ambiente não é para ele. 
Em quinto, numa decantada "melhor largada da década" o fabuloso Mr. Ego, Alonsito "copa de árvore". Caramba.....que apelido é este, Cezar? Simples....ele é como a copa daquelas árvores frondosas....só vai bem se colocar outros em sua sombra. Massa, coitado, encolhe a cada corrida, e olha que suas estaturas física e dentro da equipe já não eram lá estas coisas.Alonso só não conseguiu ofuscar com sua sombra o fabuloso Lewis, em 2007, quando em minha opinião, tomou um belo "vareio" do mulato atrevido. Que deveria, por direito e justiça, ter nascido no Brasil, pois talvez seja o maior piloto brasileiro não-brasileiro da história. Vou sugerir a gloriosa CBA que requeira a imediata naturalização daquele menino, certamente nascido num morro de Salvador, que adotado por um pai jamaicano, se passa por legítimo inglês. Nada não, óh! Estou sabendo que Hamilton é brazuca e baiano e é bom que a gente acerte isso logo, para que as estatísticas nos façam justiça. Porque certamente, o menino ainda vai ganhar muitas corridas e dar muitas alegrias a seus fãs.
Schumy véio fez boa corrida e terminou numa competente sexta posição. Atrás de si, Barbie Rosberg, o piloto mais super avaliado do momento, que muitos julgam ser um "craque", e em minha modesta opinião, aind precisa comer muitos sucrilhos rosas para chegar no nível dos 3 grandes: Vettel, Hamilton e Alonso.
Em oitavo um alemão para lá de bão (para rimar, desde que falar errado já está oficilizado em nosso país), o Heidfeld, substituto de última hora do infeliz Kubica. Heidfeld, aláis, largou em último. Quanto a este último, com toda a sinceridade, apesar de gostar do polaco narigudo como piloto, acho que ele jamais voltará à categoria máximo. Ces't fini, mon ami.
Os dois meninos atrevidos da simpática equipe Sauber vieram a seguir, com Perez-checo-muchacho em nono, marcando seus primeiros pontos da temporada (o sétimo da estréia lhe foi surrupiado pós corrida na Austrália por um infração que jamais seria aplicada a Schumy ou um piloto Ferrari/Mclaren, por exemplo), seguido pelo intrépido samurai e piloto preferido de quase todos, Koba-san.
A seguir veio o irregular camarada Petrov, que fez uma ótima classificação e uma corrida errática com o bom carro da Renault, o promissor Di Resta que está colocando em perspectiva o talento de seu companheiro de equipe, Sutil/Tyson (envolvido em uma briga de bar, atingiu o dirigente da Renault Lotus Eric Lux no pescoço, causando vinte e cinco pontos, e sendo processado criminalmente por perdas e danos na quantia de um milhão de euros), Seb Buemi, que vinha fazendo boa prova com a Toro Rosso (que saudades devem sentir dos tempos de Vettel), Maldonado, que fez ótima classificação, colocando um dos bólidos-frouxos da decadente Williams no Q3 para depois ter uma corridinha mixuruca. Rubens Barrichello então, coitado, está de zica: problemas e mais problemas o fizeram arrastar-se na brilhante companhia das Lotus, Hispanias e Virgins. lá atrás, tão lá atrás, que acaba  de cruzar a linha de chegada, na tarde de terça-feira!
De resto, a gente volta después......

Um comentário:

Rui Amaral Jr disse...

Gozado Cezar, vc escreveu uma coisa que sequer tive a coragem de pensar, realmente Hamilton parece ser brasileiro. Que coisa!!!
Bom ver um podium com três caras sorrindo de verdade!