quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

BALANÇO

Confesso: não gosto muito desta época de final de ano, especialmente o período entre o Natal (que normalmente detesto) e o Ano Novo. Mesmo assim, o balanço pessoal do ano não é dos piores: após uma dengue daquelas em março, uma internação (pelo SUS) de vinte e dois dias e duas cirurgias, inúmeros pequenos problemas no trabalho, alcançar o final de 2010 é uma vitória. Que venha 2011 e com ele novas e melhores vibrações para todos nós. E que a Presidenta eleita (que não era a minha candidata nem de longe) faça um bom mandato e consiga trazer boas coisas para o sofrido (e sobretaxado) povo brasileiro.
De qualquer maneira, na onda das listas (ou no caso dos tigres e zebras, listras) vou apontar os meus cinco favoritos em algumas categorias aleatórias:

Melhor Piloto da Formula 1- (Absolutamente pessoal)
1- Fernando Alonso ( menos por Alemanha e Abu-Dhabi, mas pela postura de chegar chegando e se impondo)
2- Sebastian Vettel - não é fácil ser campeão e o menino prodígio (wunderkid) conseguiu. Aos vinte e três anos de idade, com o melhor carro, um companheiro "osso duro de roer" e tudo, ele conseguiu. Parabéns, Chuck!
3- Lewis Hamilton: cheio de problemas pessoais, com um companheiro competitivo e motivado, o ano esteve longe de ser ruim. Tem muita lenha para queimar ainda. Craque.
4- Robert Kubica: mesmo assim, em minha pequena e sinistra cabecinha fica a dúvida: será que ele vira "superstar" num time grande, com responsabilidades? Me recordo de grandes performances de pilotos com carros fracos e médios, mas que quando tiveram oportunidades num time de ponta, desapontaram. Quem não se lembra de Alesi na Tyrrell? E depois, na Ferrari e Benetton, uma única e magérrima vitória! Ou Ivan Capelli? Heinz Harald Frentzen? Stephan Johanson? O futuro dirá.
5- Mark Webber: dado como acabado, o veterano canguru se revelou um competidor difícil, apesar de ter "Reutemanizado" no final do campeonato. Quem não se lembra das grandes "afinadas" de El Lole nos anos setenta e oitenta? É companheiros, o sucesso pesa e como! De qualquer maneira, Webber fez um campeonato digno e não passou vergonha.

Outras categorias na seqüência. Ou não!

2 comentários:

Rui Amaral Jr disse...

Oi Cezar, bom ler seus textos, e bom saber que está bem!
El Lole tinha uma personalidade mais retraída que a do Canguru, vi de perto várias atuações suas e era um bota, agora será que a equipe já não vinha privilegiando o Vettel mais que o comentado?
Espero sinceramente que Kubica não venha a ser um Alesi ou Capelli, o Johanson não era um bota como eles.
Sou fã de Lewis e Button e aprecio a tocada e postura do Alonso em pista. Só não aprecio as falcatruas dele e equipe.

Um abração e Bom Ano a vc e sua bela família.

Rui

Ron Groo disse...

Feliz ano novo e que no ano que vem estejamos todos juntos novamente.